DSC02744

CASA DO DISTRITO DE VISEU

Em julho de 1966, durante uma festa de casamento, um grupo de naturais do Concelho do Sátão idealizou ter um local onde pudessem reunir-se. Assim, surgia a CASA DO DISTRITO DE VISEU, cujo primeiro prédio começou a ser edificado em dezembro daquele ano. Depois, antes de completar um ano, surgia, durante a presidência do fundador, Comendador Manuel Gomes, no dia 11 de junho de 1967, seu Rancho Folclórico. Em dezembro daquele mesmo ano lançava a pedra fundamental de sua sede social e realizava sua primeira festa, à qual estiveram presentes autoridades e boa parte da Comunidade Luso-brasileira.

Desde a sua fundação, CASA DO DISTRITO DE VISEU sempre apresentou-se como uma verdadeira embaixada da região que representa e inúmeras foram as suas conquistas desde então: em 1973 passa a contar com um parque aquático, em 1978 passa a ter seu Rancho infantil, em 1981 inaugura sua nova sede social e seu ginásio polidesportivo, em 1983 adquire a “joia da coroa”, a Sede Campestre, com mais de 150.000 m², em 1990 inaugura a sua capela de Na. Sra. da Conceição, em 1995, em 1999 e em 2003 adquire mais e expande seu patrimônio.

Em 1981, já na presidência do Sr. João Pereira Queiróz, seu Rancho definitivamente adotava as danças, trajes e cantares do folclore do Distrito e, em 1989, a autenticidade conservada e solidificada fez com que fosse reconhecido e aceito como membro efetivo da Federação do Folclore de Portugal. Atualmente seu Rancho Folclórico esteve por seis ocasiões em Portugal (1985, 1992, 1995, 1998, 2001 e 2008) e, ainda, em Espanha, França, Bélgica, Holanda, Canadá e Argentina.

Sede Campestre

Adquirida na gestão do Presidente Manuel H. Guimarães, está situada no Município de Guapimirim, distante 60 quilômetros do Rio de Janeiro, constitui-se em um verdadeiro paraíso, capaz de proporcionar aos seus frequentadores um magnífico ambiente para o seu lazer. Em sua entrada, que faz-nos lembrar a de um castelo medieval, o visitante se depara com uma agradável atmosfera com ar de montanha, e de muita tranquilidade. A atual gestão não mediu esforços para recuperar e expandir a excelente estrutura de restaurante (com ar condicionado) e bar, além de áreas de lazer com um incrível parque aquático. Uma atividade incessante Desde o início de suas atividades, a partir de sua sede social, sempre pode contar com o espírito de preservação das encantadoras tradições lusitanas por parte de sua diretoria, tendo representado desde então um formidável elo entre as duas pátrias irmãs: Brasil e Portugal.

Também destaca-se que a CASA DO DISTRITO DE VISEU é reconhecida como a que mais e melhor recebe agrupamentos em suas instalações: incontáveis grupos de folclore, de teatro, bandas de música, orfeões e tunas universitárias têm vindo de Portugal, de Estados brasileiros e até de outros países. E, ainda, desempenha ininterruptamente diversas atividades desportivas e algumas conquistas como no futebol de salão, na natação e nas lutas marciais.

Suas sucessivas diretorias sempre lutaram pela manutenção e pela ampliação dos patrimônios material e imaterial e, por fim, devem ser lembrados aqueles presidiram a instituição: Manuel Gomes, João Pereira Queiroz, Manuel H. da Costa Guimarães, Joaquim Taveira, Manuel Pires, Antonio Silva, Domingos Martins, Felisberto Cardoso, Antonio de Almeida Cardão, José Lino, Alberto Roque, Antonio da Fonseca Lopes, José Marinho e, agora, Flávio Alves Martins.